Regras de trânsito importantes para quem pilota uma moto

Imagem: Pexels.com

Acompanhe instruções necessárias para evitar prejuízos e dores de cabeça variadas

Pilotar uma moto no Brasil exige que o condutor respeite e esteja atento a algumas regras de trânsito. No país, existem leis estabelecidas para a direção das motocicletas, por meio do Código de Trânsito Brasileiro, e, que são fiscalizadas pelas Secretarias de Trânsitos de cada município.

Com que idade é possível dirigir?

A idade permitida para a emissão tirar a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) para motos é de 18 anos, mesma idade para os motoristas de carros.

Para dirigir uma motocicleta, o processo para emissão da CNH (Carteira Nacional de Habilitação) é bem semelhante ao de carro. O primeiro passo é realizar as práticas teóricas, que envolvem orientações sobre as legislações de trânsito, primeiros socorros, entre outros temas. Após esse período, o candidato é submetido a uma prova do Detran (Departamento de Trânsito do Paraná), para verificar o aproveitamento do aluno no curso. Com a aprovação, a próxima etapa é a prática.

São vinte aulas com o instrutor, onde ele orientará sobre a condução do veículo. Após isso, o aluno será avaliado por outros instrutores na prova final do treinamento. A validação do curso permitirá a expedição da categoria A.

Você gosta ou então pretende dirigir? É preciso que conheça as normas. Para isso, é preciso que tome nota de algumas normais impostas no país e que ainda geram dúvidas. Veja abaixo.

Atenção às regras!

Algumas regras parecem ser básicas, mas não podem ser esquecidas na direção.

– Não deixe o capacete de lado. Além de ser uma exigência, o capacete pode salvar vidas e, por isso, deve ser utilizado ao ligar a moto, seja para uma volta na rua do seu bairro ou para uma viagem mais distante. O passageiro também deve estar com o capacete;

– Sabe o que fazer quando uma ambulância ou o carro do Corpo de Bombeiros se aproximar? Você deve dar passagem para esses veículos que estiveram com o giroflex ou a sirene ligada. Eles possuem prioridade, pois atuam em atendimentos/casos de emergência;

– Alguns condutores acabam arriscando a própria vida e fazem ultrapassagens em vias de mão dupla. Isso é totalmente errado, já que coloca em risco a vida do próprio condutor e de outras pessoas que estejam utilizando a via;

– A carga transportada pelas motos também é alvo de fiscalização do Detran. Há restrições em relação ao peso e ao tamanho da carga.

– Sair com os faróis apagados e é considerada uma infração de trânsito gravíssima. Não deixe de ligar o farol. Outra infração gravíssima é transportar crianças menores que sete anos. Outras dúvidas sobre infrações, pagamento do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores), e outras, podem ser consultadas junto ao Detran Paraná.

 

Chegou a hora de ter a sua moto!

A hora de ter ou então trocar a sua moto chegou. Comprar a sua moto usada em Curitiba é a melhor opção para quem procura qualidade de vida e praticidade. Esse cenário também foi analisado pela Fenauto (Federação de Revendedores) e o resultado foi muito positivo para a venda de motos usados. De acordo com a entidade, 2017 fechou o ano com o saldo positivo em comparação com 2016, com alta de 6,5 na venda de veículos usados no país. No passado foram comercializados 12.212.673 veículos.

Em Curitiba, o mercado também acompanha o cenário nacional, devido aos condutores apaixonados pelos veículos usados.

Qualidade e o preço acessível

O preço da moto usada em Curitiba também é um fator preponderante para impulsionar o setor na cidade. Um exemplo de qualidade e conforto é o modelo Honda CG, com o seu estilo moderno e a tecnologia de ponta. Ele é um dos líderes de vendas em todo o país.

E sabe qual o motivo de cair no gosto dos brasileiros e ser considerada um dos modelos mais queridos? A segurança, a resistência e o preço. Esses são os três principais motivos de transformar a Honda CG em uma das motocicletas com excelência. Desde o seu lançamento no Brasil, nos anos 70, a linha CG apresentou ótima durabilidade e custo-benefício. E sabe quem foi escolhido para ser o garoto propaganda da Honda CG 125? O Rei Pelé.

De lá para cá, a linha lançou a CG 125 Ecco, com sistema que contribuía para a diminuição de poluentes; a CG 125 Álcool, a primeira à álcool no mundo; o modelo CG 125 Cargo, com um bagageiro como novidade, voltado para a utilização profissional. Em seguida, foi a vez de chegar ao mercado a CG Today, com 70 alterações em relação ao modelo anterior. Em 1994 era lançado a CG Titan, com 13 litros.

Nos anos 2000, a empresa apresentou o novo CG 125 Cargo. Em 2001, a Titan Ks veio com tecnologia Tuff-upp, que ajuda a retardar o esvaziamento do pneu quando furado. Houve ainda o lançado dos modelos, Sport, Fan e Titan. Já nos anos 2010, a Honda criou 7 conceitos de motocicletas que trouxeram ainda mais vantagens para os clientes.

A Titan Mix, por exemplo, inovou e possibilitou que o consumidor tivesse a liberdade de escolher entre o etanol (álcool) ou gasolina. O conceito foi tão bem aceito pelo mercado que foi destaque no Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da Honda no Japão.

Já para celebrar os 40 anos de Honda CG no Brasil, foi lançada uma motocicleta especial: a CG 160 Titan. O modelo marcou os 40 anos da linha, com grafismo diferenciado e selo exclusivo no tanque. A moto possui um cilindro e demonstra mais eficiência do que GC 150, versão anterior.

Encontre aqui!

Agora que apresentamos para você um pouco mais sobre a linha Honda e, em especial, o modelo CG, é hora de procurar as melhores opções de motos à venda. Por isso, verifique agora os modelos que separamos especialmente e não deixe de conferir as oportunidades.

Gostou do conteúdo que preparamos? Não deixe de compartilhar com os seus amigos e de postar nas suas redes sociais. Afinal, é essencial sabermos sobre as principais regras de trânsito e repassarmos para os amigos e familiares!

Imagem: Pexels.com

Texto cedido por: www.chavesnamao.com.br